16 de dezembro de 2010

Como ensinar o programa de leitura - diferenças entre o método familiar e escolar

Durante muito tempo tive dúvida sobre como ensinar o método Doman de leitura porque percebia que alguns faziam de uma forma, outros de maneira distinta. Consegui descobrir o porquê lendo o material do Vegakids, que explica pormenorizadamente o método e sua adaptação para a escola. No caso deste blog adotarei o método escolar, pois é nele que quero me especializar. Mas cabe a cada pai e mãe decidir dentro daquilo que lhe parecer mais conveniente. Uma coisa é certa: ambas as variações fazem efeito, de formas diferentes mas fazem. E se você inventar outra variação é provável que faça efeito também. O importante é captar a essência do método e persistir dentro das suas possibilidades. Se você for muito rígido consigo mesmo tenderá a cansar ou pior, cansar a criança, que nunca pode ser forçada a aprender, tem que ter interesse e alegria no aprendizado. Falaremos sobre isso adiante, por enquanto nso concentremos em ENTENDER como funciona.

Segue uma livre-tradução do texto da Vegakids.

PROGRAMA DE LEITURA - MÉTODO GLENN DOMAN

Como se ensina:

A) ADAPTAÇÃO PARA O AMBIENTE ESCOLAR

Ensina-se cinco grupos de cinco palavras cada um, cada grupo formado de uma categoria distinta (veja post sobre categorias aqui), empregando a mesma técnica dos Bits de inteligência, mas é melhor fazê-lo de forma paulatina e da seguinte maneira:

Uma semana antes de começar, escolha um grupo de cinco palavras do vocabulário básico pertencente a uma mesma categoria e avise às crianças com alegria e entusiasmo que você vai ensinar um um jogo maravilhoso de palavras mágicas, que irá trazer na próxima semana.

1ª SEMANA: Comece na segunda-feira seguindo os seguintes passos:


1.- Elimine toda distração possível: escolha um lugar da sala sem posteres, nem estantes, nem janelas, nem nenhum elemento que possa desviar a atenção das crianças.


2.- Crie um ambiente lúdico de grande expectativa e entusiasmo, e adverta às crianças que para jogar esse jogo de "palavras mágicas", elas tem que se manter em silêncio, pois não podem fazer perguntas nem comentários até que se lhes haja ensinado todas as palavras que você tem em mãos. Encontre uma maneira divertida de conseguir manter o silêncio e a atenção, por exemplo, fale baixinho, quase como contando um segredo: "Este é um jogo mágico, e vocês precisam ficar em silêncio para que a mágica aconteça!"

3.- Anuncie o começo da sessão com entusiasmo e leias a palavras uma atrás da outra, à medida que as ensina com a maior rapidez de que seja capaz, de maneira que não demore mais que um segundo por palavra e sem deixar nenhum intervalo de tempo entre uma palavra e outra (como são cinco, você não deve demorar mais que 5 segundos). Faça-o:

- Com voz muito alta e clara
- Com entusiasmo e alegria
- Tentando expressar o gosto pela leitura
- Colocando cada palavra na posição correta e deixando-a fixa diante dos olhos das crianças enquanto as lê (estímulo estável), durante não mais que um segundo (estímulo breve).


Ensaie várias vezes antes de fazê-lo com as crianças, até que haja adquirido a rapidez necessária pois uma das regras principais da eficácia do método é a brevidade. E quanto mais breve o estímulo, melhor se capta. Importantes pesquisas sobre a capacidade da memória visual tem demonstrado que esta é mais fiel e mais firme se os estímulos são tão breves quanto um piscar de olhos.
Não é necessários que as crianças fiquem hipnotizadas, basta que olhem de relance.

4.- Termine sempre falando comas crinaças com expressões festivas, ou fazendo comentários que reflitam a alegria e o interesse pela leitura, deixando que as crianças tambémo façam. Não use sempre as mesmas expressões para não mecanizar o jogo de palavras. Deixe espaço para a espontaneidade e a criatividade.

5. - Repita a sessão três vezes ao dia, durante os cinco dias letivos da semana (15 vezes ao total). Na sexta-feira, guarde esse grupo de palavras pois voltará a utilizá-lo mais tarde, para o jogo de fazer frases.

Deixe um intervalo de pelo menos meia hora entre uma sessão e outra.

2ª SEMANA:

Na semana anterior eleja dois grupos novos de cinco palavras do vocabulário básico cada um. Cada grupo pertence a uma categoria distinta.

Ensine cada como como você fez na primeira semana.

Entre um grupo e outro você pode deixar uns instantes para partilhar com as crianças quão maravilhoso foi ver as palavras e falar do bem que as fez. Também pode responder a suas pergutnas ou fazer outra atividade como ensinar um grupo de bits, um exercício físico, etc. Se as crianças não perderam o interesse e continuam motivados passe ao segundo grupo de palavras depois de um ou dois segundos de expressões festivas e elogios.

3ª SEMANA:

Igual à anterior, mas com três grupos ao invés de dois.

4ª SEMANA:

Igual à anterior mas com quatro grupos ao invés de três.

5ª SEMANA E SEGUINTES:

Na semana anterior escolha 5 grupos novos de 5 palavras cada um, cada grupo pertencente a uma categoria diferente e comece na segunda-feira a ensiná-los 3 vezes ao dia durante os cinco dias da semana.


B) PROGRAMA FAMILIAR

A técnica exposta aqui é uma adaptação para a Escola da técnica do método familiar que introduz um novo grupo de palavras cada dia (para que todos os dia haja uma novidade) e o retira depois de cinco dias.

1º : Ensine um grupo de uma categoria

2º dia: Como o 1° mas agora ensine também outro grupo de cinco palavras de outra categoria.

3º dia: Como o 1º e 2º adicionando outro grupo de 5 palavras de outra categoria

4º dia: Como o 1º, 2º e 3º adicionando outro grupo de 5 palavras de outra categoria

5º dia: Como o 1º, 2º, 3º, 4º adicionando outro grupo de 5 palavras de outra categoria

dia : Como o 5º mas substituindo o grupo do 1° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

dia: Como o 6º mas substituindo o grupo do 2° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

dia : Como o 7º mas substituindo o grupo do 3° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

dia: Como 8º mas substituindo o grupo do 4° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

10º dia: Como 9º mas substituindo o grupo do 5° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

11º dia: Como 10º mas substituindo o grupo do 6° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

12º dia : Como 11º mas substituindo o grupo do 7° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

13º dia: Como 12º mas substituindo o grupo do 8° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

14º dia: Como 13º mas substituindo o grupo do 9° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

15º dia : Como 14º mas substituindo o grupo do 10° dia por outro da mesma categoria ou de outra.

E assim sucessivamente.

Desta forma:

-A partir do 5º dia sempre se ensinam a cada dia, 25 palavras divididas em 5 grupos, cada um de uma categoria diferente.

- Cada grupo é ensinado durante 5 dias, 3 vezes ao dia, quer dizer, 15 vezes no total.

- A cada dia adiciona-se um grupo novo e retira-se aquele que já esteve durante 5 dias. [No livro "Como multiplicar a inteligência do seu bebê", Glenn Doman recomenda que se retire uma palavra antiga, que já foi vista por cinco dias, e se adicione uma palavra nova EM CADA GRUPO, fica a seu critério a escolha - Nota da tradutora]

Esta técnica perde a efetividade na escola por causa da ruptura que pressupõem os dias letivos. Na técnica escolar, são introduzidos 5 grupos novos a cada segunda-feira, com o que se sacrifica a norma da novidade durante o restante dos dias da semana, em troca de ganhar em efetividade. Mas a filosofia do método familiar na qual se insitiu nos Bits de inteligência há de ser a mesma para o método escolar pois do contrário não se alcancariam os objetivos desejados.

Um comentário: