23 de fevereiro de 2011

Brinquedos musicais eletrônicos

Muitos pais os abominam, e quando o filho ganha um de presente correm para escondê-lo em cima da prateleira mais alta (tive uma babá que fazia isso kkkk). Depois de cinco minutos ouvindo um brinquedo musical eletrônico apitando uma melodia estridente e repetitiva no ouvido, realmente a vontade é de arrancar as pilhas do trocinho, embora, inacreditavelmente, as crianças costumem adorar esses brinquedos (com adoram tudo que faz barulho).

Este post, porém, é para defendê-los: sim, é possível estimular bem os seus filhos mesmo usando brinquedos musicais eletrônicos. Basta saber escolher utilizando alguns critérios:

1 - Existem basicamente dois tipos de sons eletrônicos: os sons MIDI e os sons SAMPLE. Os primeiros são sons sintetizados em computador, ou seja, a frequência de som original é reproduzida artificialmente. É como tomar um suco de morango feito com aqueles pozinhos coloridos. É gostosinho, cheirosinho, as crianças adoram mas... não é suco de morango. Já os sons sampleados são gravações de sons naturais, que podem ou não ser mixados para formar uma música. Na escolha dos brinquedos musicais eletrônicos, privilegie a segunda escolha, os sons sampleados, porque eles utilizam sons naturais, verdadeiros, e são estes que vão desenvolver melhor a percepção auditiva do seu filho ou aluno - mesmo levando em conta que hoje existem sons midi de excelente qualidade sonora, tal como existem alimentos artificiais ricos em vitaminas. Em ambos os casos, prefira sempre o natural. Procure por esta informação na descrição do brinquedo em sua embalagem. Abaixo alguns exemplos de brinquedos que usam sons reais musicais (clique na foto para ver descrição completa).
Groove para bebês que utiliza sons reais (especialmente vozes) à medida que é movimentado.

Os brinquedos da marca Kiddieland usam sons reais de instrumentos. O laptopo da foto eu tenho e acho uma graça. Possui um joguinho de raciocínio lógico bem interessante para crianças de dois anos.

Paper jamz é tão realística que cativa até guitarristas de verdade.

2 - Dê preferência a brinquedos que permitem a criação. Na realidade, os brinquedos que tem melodias pré-gravadas e que se repetem ad nauseam não têm muito a acrescentar à inteligência de uma criança. Ela certamente apreciará a relação causa/efeito de apertar um botaozinho e ouvir um som, e fará isso muitas e muitas e muitas vezes porque gosta de sentir que tem controle sobre o brinquedo. Mas musicalmente isso é pobre. Prefira algo que estimule a criatividade musical. Ela pode explorar a relaçao causa/efeito de várias outras maneiras, e sonoramente, pode fazer isso com brinquedos que gerem um som natural, como por exemplo, esse brinquedo ("Guitarra do bebê") da coleção Pim Pam Pum da Estrela (clique na foto para maiores informações):
3 - Cuidado com a afinação. Temos sempre insistido que a desafinação é terrivelmente perniciosa para a formação da inteligência sonora da criança. Isso vale tanto para o canto desafinado em músicas e DVDs infantis, quanto para os brinquedos desafinados, e nesse item os eletrônicos são os mais suspeitos. Esteja atento a pelo menos três fatores:

a) a nota está no lugar certo? No primeiro aniversário de Vinícius ele ganhou um teclado eletrônico cuja nota Dó na verdade era tocada onde deveria estar a nota Sol. Era até engraçado de tão absurdo, mas imagino quantas crianças não aprenderam a escala de Dó errado. E quando crianças pequenas aprendem errado isso é a PIOR coisa que pode acontecer para o seu desenvolvimento, pior até que não aprenderem.

b)As notas são afinadas? Às vezes um Dó parece um Dó mas...não é. Uma vez comprei tecladinhos eletrônicos para uma turma de musicalização de 5 anos que eu ensinei. A idéia era instroduzí-los na escala musica de Dó e fazê-lo gravar a posição das notas no teclado. Planejei tocarmos uma música simples juntos mas quando comecei a tocar... o-ohh! O Dó dos tecladinhos não era igual ao Dó do meu xilofone,no qual eu pretendia acompanhá-los. Resultado: acabou-se a aula. A única forma de averiguar a afinação das notas é com um diapasão,instrumento próprio para isso. Se você não é músico, peça a um que o ajude. Parece zelo demais mas garanto que não é. Imagine que os livros escolares de seu filho trouxessem erros de impressão que o ensinassem que a letra A se escreve com a letra G, ou o numeral 1 corresponde a três objetos. Absurdo, não é? Notas desafinadas são equivalente a isso.

c) Verifique as pilhas ou baterias. Às vezes quando elas estão acabando, a afinação cai e os sons ficam estranhos. E não esqueça de descartá-las responsavelmente em alguma unidade coletora desse tipo de lixo.

4 - O Volume das músicas é muito importante. Alguns brinquedos possuem a opção de controle de volume, e esses devem ser os preferidos. Alguns mais caridosos possuem inclusive a opção de desligar a música deixando apenas luzes piscando. Os brinquedos eletrônicos chineses costumam ter um volume muito alto - alguns muuuito alto mesmo - e isso, além de chato para os pais, pode prejudicar a audição da criança. Com R$ 8 você compra um lindo telefone de brinquedo made in china que ninguém é capaz de levar ao ouvido sob pena de ficar temporariamente surdo. Mas é incrível como poucos pais atentam a este detalhe. Outro dia vi no orkut uma mãe brigando com uma vendedora porque teria recebido um telefone de brinquedo da fisher price quebrado. Quebrado nada, é porque o volume era apropriado para o ouvido da criança. Precisou que ela lesse isso no site do fabricante para poder acreditar. Por outro lado, sei também de pais que abriam os brinquedos e cobriam parcialmente o autofalando com materiais para abafar o som, e só então o entregavam à criança. Lembre que a estrutura auditiva de uma criança é algo bastante frágil e em formação.

Agora vamos, dê uma chance aos eletrônicos. Tomadas essas medidas, se ainda assim você se arrepender, os protetores auriculares de silicone são uma boa pedida!

2 comentários:

  1. Defendo tb, mas o volume tem que ser baixinho! Tem muita pesquisa mostrando que o volume pode causar perda auditiva em criancas!

    ResponderExcluir