9 de março de 2011

Uma luz no fim do túnel?

Vinte creches serão construídas no Recife - 09/08/2010

A Prefeitura do Recife anunciou, nesta segunda-feira (9), durante entrevista coletiva, a construção dos 20 Centros de Educação Infantil do Programa Municipal "Primeira Escola" que serão implantados em diversas comunidades da Cidade. Cada centro receberá investimento na ordem de R$ 1 milhão e contemplará 175 crianças.

Com isso, os espaços de atendimento à educação infantil sobem de 64 para 84 unidades. Esta é a primeira etapa do programa que irá erguer 40 unidades ao todo até o final da gestão.

No próximo dia 16, será lançado edital de licitação para implantar os três primeiros centros nas comunidades de Pantanal, Coqueiral e UR 5 (Ibura). A expectativa da Prefeitura é a cada mês lançar uma licitação com três ou quatro unidades. Assim, os primeiros Centros de Educação Infantil podem iniciar o funcionamento a partir de fevereiro de 2011.

A construção dos centros será realizada através de parcerias firmadas com o Governo Federal e Estadual, universidades Federal e Federal Rural de Pernambuco e com o Rotary Recife. Segundo a Secretaria de Educação Esporte e Lazer do Recife os recursos já estão garantidos.

ESTRUTURA
A implantação dos primeiros 20 centros abrirá 3.500 novas vagas na rede de ensino do Recife, para crianças entre zero e cinco anos. As novas escolas vão dispor de ambientes de uso pedagógico, administrativo, recreativo e de alimentação.

Em cada unidade, haverá um berçário, cinco salas de aula, um lactário, solário, parque infantil, sala de Multimídia, sala de leitura, sanitários, refeitório, lavanderia, sala de direção e coordenação pedagógica. Além disso, a estrutura vai priorizar a acessibilidade, a fim de permitir o uso do espaço por pessoas com deficiência.

Diferente das creches tradicionais, a nova escola também deve oferecer aos pequenos alunos atividades pedagógicas que possam prepará-los para os desafios da alfabetização, durante o 1º ano do ensino fundamental, aos seis anos de idade.

No Programa Primeira Escola, as crianças ficarão nos centros em horário integral (das 7h às 17h). A iniciativa vai ajudar no apoio às mães que precisam sair para trabalhar e não têm com quem deixar seus filhos.

(http://pe360graus.globo.com/noticias/cidades/educacao/2010/08/09/NWS,518468,4,213,NOTICIAS,766-VINTE-CRECHES-SERAO-CONSTRUIDAS-RECIFE.aspx Acessado em 09/03/2011)


Recife terá novos centros infantis - 20/08/2010
Pertencentes ao Programa Primeira Escola, unidades atenderão crianças de 0 a 5 anos

A rede municipal de ensino ganhará novas e modernas unidades de atendimento escolar para crianças de 0 a 5 anos, que funcionarão em sistema integral de educação. Vinte novos centros de Educação Infantil, do Programa Primeira Escola, serão implantados em diversos bairros da Cidade. Os locais e as comunidades beneficiadas com a construção das unidades serão anunciados, hoje, pelo prefeito João da Costa, no Centro de Formação de Educadores Professor Paulo Freire, no bairro da Madalena, às 10h. Os centros proporcionarão um acréscimo de 3,5 mil vagas na Rede de Ensino Municipal, e vão preparar, desde cedo, a criança para compreender a metodologia aplicada na alfabetização.

Na ocasião, também será divulgado o lançamento do edital de licitação do primeiro lote de construção das unidades que contemplará, inicialmente, três centros distribuídos nas comunidades do Pantanal, Coqueiral e UR-05 (Ibura). O investimento médio em cada unidade é de R$ 1 milhão. O montante será aplicado na compra de equipamentos e na estrutura física do local. A previsão é de que cada centro seja construído em, no máximo, seis meses.

“Todas as localidades estão com terrenos, projetos arquitetônicos e projetos complementares garantidos. Lançaremos a cada mês nos próximos seis meses, um lote para licitação que contemplará quatro novas unidades. Até janeiro, teremos as vinte unidades viabilizadas”, explicou o prefeito João da Costa. Com mais essa iniciativa, os espaços de atendimento à Educação Infantil sobem de 64 para 84 unidades.

Em cada espaço serão atendidas 175 crianças, com idades de 0 a 5 anos. O principal objetivo do projeto, que o faz diferente das creches comuns, é que o aluno além de participar de atividades recreativas será preparado com diversos métodos pedagógicos para o pleno desenvolvimento infantil.

A maioria das unidades contará com cinco salas de atividades especiais e espaços para berçário, repouso, lactário, fraldário e aleitamento, e banheiros. A parte pedagógica terá sala de leitura multiuso (que poderá ser utilizada para palestras, exibição de vídeos, teatro e outras), e de informática. O projeto, segundo a Prefeitura do Recife, obedecerá às normas de acessibilidade para crianças com deficiência, com todos os ambientes devidamente adaptados, climatizados e com sistema de proteção contra incêndio.

Para a empregada doméstica Lílian Bezerra, moradora do bairro de Areias, além da infraestrutura, com a implantação de um centro na sua comunidade, ela vai ao trabalho com mais segurança. “A creche já é uma graça de Deus, pois posso trabalhar tranquila, sabendo que ela está sendo bem tratada. Lá, ela brinca muito, mas também aprende. Toma café, almoça e janta. Já está cobrindo as letrinhas. Nos finais de semana, ela acorda e pede logo para escovar os dentes e tomar banho, como a professora pede. Agora, com esse centro, será ainda melhor, pois recebem crianças até cinco anos”, disse, lembrando que sua filha Williane Vitória já tem 2 anos.

De acordo com o secretário de Educação do Recife, Cláudio Duarte, estudos científicos comprovam que as crianças quando têm acesso a centros de Educação Infantil conseguem melhor desempenho intelectual. “O grande salto para qualificação da educação no Recife passa pelas crianças que frequentam as creches. Isso porque, entre os seis e oito anos, as crianças são encaminhadas para a alfabetização e conseguem obter um índice de aprendizado melhor. Outro fator importante é que as mães que precisam trabalhar podem deixar seus filhos sob os cuidados de educadores. Com isso, elas podem trabalhar contribuindo para melhoria da renda familiar”, explicou.

“Este ato representa o compromisso assumido no ano passado, quando o prefeito João da Costa lançou o Programa Primeira Escola, que criará sete mil novas vagas para atendimento de crianças de 0 a 5 anos”, concluiu o secretário.

(http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-grande-recife/583847?task=view Acessado em 09/03/2011)

Um comentário:

  1. Aqui em Brasília são previstas 30 creches
    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2011/03/11/interna_cidadesdf,242218/em-parceria-com-o-mec-gdf-promete-construcao-de-30-novas-creches.shtml

    ResponderExcluir