1 de fevereiro de 2012

O Primeiro Livro (0 a 3 anos) - Pares de palavras - Doman

Quando apresentar o primeiro livro ao bebê?

Desde antes dele nascer, é a resposta. Escolher um livro para ler para o bebê quando ele ainda está na barriga é algo recomendado por muitos médicos e terapeutas. Dê preferência a livros de poemas que tenham histórias que explorem a sonoridade das palavras, pois é ela que encanta o bebê enquanto você fala. Faz com que se conecte ao seu ritmo, e esse é o primeiro passo na linguagem entre mãe e filho. Mais tarde, ao ler o livro para ele, este vai reconhecer a sonoridade das palavras e ficar quietinho prestando atenção.

Depois de nascido, você pode dar ao bebê livrinhos de tecido ou borracha atóxica (livros de banho) para que ele se familiarize com o objeto, treine passar as páginas, associe a leitura a momentos de prazer e alegria passados junto aos pais. Há muitos livros lindos e educativos feitos especialmente para bebes de 0 a 3 anos. Além de educar eles são brinquedos fascinantes e fáceis de carregar para qualquer lugar.

Para quem utiliza o método Doman, vai mais uma dica. Glenn Doman aconselha que logo que você tenha apresentado as primeiras 50 palavras do vocabulário básico, você pode começar a mostrar pares de palavras utilizando essas palavras já vistas. Uma ótima forma de fazer isso é elaborar um livrinho. Pois além de relacionar as palavras, você também dará um sentido comum aos pares de palavras.

Como fazer

Basta transformar os cartões que você mostra em um livro. Há várias formas de fazê-lo, futuramente vou escrever um post sobre isso. Mas hoje vou descrever a forma que eu fiz aqui:

Link- Imprimi os cartões (slides de power point) em folhas de A4. Para quem utiliza o método Doman, a recomendação é NÃO fazer frente e verso, deve aparecer apenas uma palavra por vez, seguida da figura correspondente em outra folha.

- Coloquei cada folha numa PASTA C transparente. Você talvez pense que não saiba o que é isso, mas já deve ter visto. É uma pasta em tamanho A4 ou ofício feita de plástico firme e transparente, em formato de bolso: ela é fechada de três lados, só tem uma abertura em um dos lados mais compridos. Existe também a pasta L, mas essa tem duas aberturas, por isso é melhor a pasta C. Você a encontra em lojas de papelaria e material de escritório, e não acho que sjea boa idéia comprar pela internet porque dependendo da marca a pasta pode ser mais rígida ou mais flexível, e aqui é melhor usar uma mais flexível, o que só dá pra perceber "ao vivo". Custam cerca de R$ 0,50 e para mim foi a forma mais prática e barata de proteger os cartões para mostrá-los às crianças. Você pode fechar a parte da abertura com durex grosso ou deixá-la aberta para depois substituir por outras palavras, bastando trocar a folha de A4. Isso é o mais legal do livrinho: quando o bebê perder o interesse, você faz outro utilizando a mesma base, como num álbum.- Para prender as pastas, basta furá-las (tentei com furador de papel normal e não deu certo) e prendê-las com braçadeiras de náilon, que você encontra em papelarias ou lojas de material de construção.
- O livrinho abaixo eu fiz usando o vocabulário das "palavras gostosas" e "partes do corpo", mas com criatividade você pode inventar várias histórias simples e interessantes para o bebê.

Um comentário: