11 de maio de 2012

Livro para colorir - Uma mentira puxa a outra

O site da Tia Helenita está disponibilizando gratuitamente para download o livro para colorir da história "Uma mentira puxa outra", originalmente vendida em feltro no mesmo site. Depois que a criança colorir a mãe pode recortar, colar as figuras em cartolina, encapar com adesivo transparente, e fazer um livrinho que poderá ser visto várias vezes.

BAIXE O LIVRINHO AQUI

Aproveite para conhecer o material lindo da Tia Helenita, que trabalha com histórias para serem contadas em flanelógrafos, ou dedoches, luvinhas, há um vastidão de material pedagógico de qualidade. Esse tipo de material auzilia muito o aprendizado da criança, porque tudo que a criança manipula, cria, transforma, fixa melhor a mensagem a que ela está exposta. Eu compro sempre lá, para meus filhos e alunos; os atendentes são super profissionais e simpáticos.

Aproveite para conversar com seu filho sobre a mentira. Na fase que vai até os 6, 7 anos, é comum a criança ter uma imaginação muito fértil, e a fantasia algumas vezes dá lugar a mentiras. Explique a diferença entre imaginar e mentir, faça-a perceber porque a mentira é má. E principalmente, se policie para que seu exemplo seja a maior prova de que falar a verdade é o melhor caminho SEMPRE.

Por fim, dê espaço também para a fantasia da criança. Não a corrija sempre que ela quiser "enfeitar" a realidade à sua maneira. Deixe-a brincar de reinventar o mundo, esse é um ótimo exercício para a criatividade de que ela vai precisar, por exemplo, para ser uma boa profissional futuramente. Dê asas quando ela quiser voar, e estimule suas histórias absurdas quando isso não fizer mal a ninguém. Lembre sempre daquele conto de Drummond...

"Paulo tinha fama de mentiroso. Um dia chegou em casa dizendo que vira no campo dois dragões da independência cuspindo fogo e lendo fotonovelas. A mãe botou-o de castigo, mas na semana seguinte ele veio contando que caíra no pátio da escola um pedaço de lua, todo cheio de buraquinhos, feito queijo, e ele provou e tinha gosto de queijo. Desta vez, Paulo não só ficou sem sobremesa como foi proibido de jogar futebol durante quinze dias. Quando o menino voltou falando que todas as borboletas da Terra passaram pala chácara de Siá Elpídia e queriam formar um tapete voador para transportá-lo ao sétimo céu, a mãe decidiu levá-lo ao médico. Após o exame, o Dr. Epaminondas abanou a cabeça: -Não há nada a fazer, Dona Coló. Este menino é mesmo um caso de poesia". (Carlos Drummond de Andrade).

 (Eu e meus dois casos de poesia)

3 comentários:

  1. Coisas lindas de sogra! A Isabelle passou por aqui ainda agora e me viu com cara de abestada olhando pra foto de vocês, e tacou pergunta: "Quem são? Você conhece a mãe deles? Conhece pessoalmente ou só de blog? E por que ele está segurando essa flor? Qual o nome da mãe?".

    Mal sabe ela dos meus planos, hehehehe (risada macabra).

    Beijos, amiguinha.
    Feliz dia das mães.

    ResponderExcluir
  2. Olá Luciana,
    Tudo bem?
    Respondi seu e-mail e deixei um recadinho ( acho que meio grande, ehehehe)com indicação de vários materiais.
    Um grande abraço,
    att,
    Edí

    ResponderExcluir
  3. Olá Luciana,
    Sou Caroline, sou Catarinense, atriz e mãe dos gêmeos Bernardo e Benjamin. Cheguei ao seu blog pesquisando sobre o método Montessori e gostei muito do que li e adorei saber que és musicista.
    Bem, gostaria muito de trocar idéias e continuar conhecendo seu dia a dia.
    Convido você a entrar no blog que estou iniciando: www.varaldospassarinhos.blogspot.com.br
    Vou gostar de sua visita e seu incentivo.
    BJS

    ResponderExcluir