19 de outubro de 2012

Nosso Fogão AZUL

Pois é, AZUL, assim, com letras garrafais, porque também é uma forma de protesto. Nada contra o rosa, nada contra todas as cores, e nem defendo que o azul tenha que representar os meninos, mas fiz questão desse contraponto para que fique bem compreensível: para nós, brincar de cozinhar também é coisa de menino. Quantos brinquedos legais existem e ficam reservados só para as meninas! Até os instrumentos musicais, já percebeu que são, em maioria, cor-de-rosa? E a situação é pior especialmente com brinquedos que refletem a vida cotidiana na casa: cozinhas e seus acessórios, brinquedos de limpeza, bebês... gente, o menino um dia vai crescer, vai virar pai, marido, precisa ser educado para lidar com isso como algo natural, como parte da vida, da família, onde cada membro precisa ter sua responsabilidade para com o lugar onde habita e pessoas com que convive. Além de perderem esses valores importantes, os meninos também deixam de experimentar brincadeiras sensoriais fantásticas para seu aprendizado global, por puro preconceito.

Os meus meninos aqui, logo que aprenderam a andar foram ensinados a deixar mamadeiras e/ou copos na pia, após terminarem de usá-los. Adoram me ajudar com vassoura, pá, deixo eles brincarem de lavar roupa quando estou fazendo isso. Sei que hoje, felizmente, muitas mães já possuem essa consciência, mas ainda tem que lidar com fabricantes de briqnuedo que preferem deixar as coisas como estão: meninas na casinha rosa, meninos com o carrinho azul.

Rafael e seus coleguinhas de escola (meus alunos) brincando com boneca (cuidado com bebês)




Vassouras e jogos de chá assexuados.



A ideia do fogão azul surgiu quando vi essa peça-base de isopor abaixo, em frente a um prédio de uma transportadora aqui perto da minha casa: era a parte de baixo da embalagem de uma geladeira. Na hora que olhei vislumbrei a possibilidade de uma mesa sensorial e a trouxe para o meu "lixão" (apelido carinhoso que meu marido deu a meu conjunto de recicláveis). Ontem resolvemos colocar a mão na massa e fazer o nosso fogão AZUL e exclusivo se considerarmos os brinquedos industrializados, hehehe Começamos pintado tudo com guache.


Colei outra peça de isopor em cima (de uma embalagem de TV), e bandejinhas de isopor, dessas de padaria, para arrumar nichos para a louça e para as frutas. Os palitos de churrasco fizeram as vezes de porta-copos.


Uma bacia plástica virou a pia, que brincadeira de cozinha tem que ter água pra ficar mais divertida. E uma forma de acoplar uma pequena caixa sensorial à brincadeira.


O bom do meu "lixão" é que nele eu encontro tudo que eu preciso kkkkk Essa grelha velha e sem uso de um microondas serviu direitinho nonosso fogão.


Colei tampinhas de garrafa (com cola de isopor mesmopara serem os botões e avisei os meninos que esses não são de girar, mas de apertar, hehehe



Aí foi só colocar as comidinhas e panelas. Peguei duas panelinhas velhas, que nem comida boa mais fazem kkkk são mais realísticas que as miniaturas de panela rosa que vi por aí.




 A noite caiu e eles não queriam sair do quintal... os dois brigaram para lavar a louça!



Eventualmente, e observando os critérios de higiene, a gente pode usar até comidinha de verdade. Brincar com grãos, macarrão ou outro tipo de alimento cru que seria descartado também é divertido!

7 comentários:

  1. muito legal o seu fogão!!!parabéns pela criatividade!
    tb não gosto desse sexismo, isso é brincadeira de menina, isso é de menino...o meu maior me ajuda a fazer bolo na cozinha, ele adora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Erica! Os meus aqui tb adoram ajudar nas receitas :-)

      Excluir
  2. Nossa Luciana! Que lindo que ficou. Apesar de eu ter só meninas, concordo com você que é necessário ensinar valores de cuidado, zelo e responsabilidade. Acredito que isso não interfira em nada na masculinidade de um menino. Lembro na escolinha onde trabalhei, os meninos brincavam de pai, e selecionavam a mãe e os filhos e andavam de carro juntos, além de trocar as fraldas dos bebês, e eu achava lindo! Parabéns teus filhos serão homens conscientes! bjs Ahh compartilhei tua postagem no face para as mães de meninos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Rita! Sinta-se a vontade para compartilhar:-)

      Excluir
  3. Nossa amei o fogão Azul...queria um desse pro Felipe. bjo grande

    ResponderExcluir
  4. Ótimo Lu! Sabe, lá na Dinamarca é tão normal os homens cuidarem da casa, fazerem faxina, lavarem louça, cozinharem. Porque isso é coisa de homem, sim.

    Aqui em casa, eu comprei espadas de brinquedo para as minhas filhas. Eu adoro brincar de batalha com elas. Qualquer dia filmo, pra te mostrar!

    ResponderExcluir
  5. Nossa muito legal... sou mãe de meninos também e concordo com você, a começar pelas roupas...geralmente a parte das meninas é maior e cheia de novidades... nada contra meninas, eu amo ser uma, hihihihi.... mas acho que devem pensar mais nos dois lados... esses dias aqui em casa, notando que estava muito difícil varrer a casa com meu filho pequeno querendo dividir o serviço comigo... comprei um mini kit limpeza... com rodo, vassoura e pazinha, sei lá o que os outros vão pensar.... ele é menino, mas não vou deixar de incentivar a limpeza se assim ele deseja... a única coisa que fiz foi procurar cores neutras e ainda bem que encontrei... verde, azul, laranja, roxo... Bom é isso aí.. parabéns pela iniciativa. Beijos e fique com Deus.

    ResponderExcluir