20 de dezembro de 2012

Caixa de correio - nosso material para estimular a escrita

Quando publiquei o post sobre NOSSO CANTINHO DAS PALAVRAS, algumas pessoas manifestaram especial apreço pela ideia da caixa de correio feita de caixas de leite longa vida. Resolvi então fazer outro post falando especificamente do nosso material de escrita, que fica à disposição dos meninos para estimulá-los a escrever.

 CLIQUE AQUI para ver o passo a passo

As regras para usar nossa caixa de correio são simples:
1 -  Sempre que escrever uma carta você deve selar o envelope, assim, sabemos quando tem uma cartinha nova em nossa caixa (na prática, sempre que eles escrevem acabam falando que escreveram uma carta para a pessoa kkkkk)
2 - Sempre que receber uma carta, você deve respondê-la.

As professoras podem fazer desta ideia um projeto para sua classe de educação infantil. Mesmo para bebês de um ano é possível usar, pois criar o hábito de usar lápis e papel é algo que deve ser estimulado o mais precocemente possível. Além de trabalhar a coordenação motora e a alfabetização, é um meio de elaborar sentimentos, pensamentos, e comunicá-los. Crianças que conseguem comunicar suas emoções são crianças mais tranquilas e saudáveis. Eu guardo até as bolinhas e garatujas que os meus filhos desenhavam para mim, pois elas também são expressão de seus sentimentos e intelecto (além de um ótimo registro do desenvolvimento cognitivo). Meu filho mais velho, por exemplo, usa constantemente a caixa de correio para expressar seus sentimentos. Quando está triste, chateado ou feliz, gosta de tansformar isso em bilhetes para a família, com frases ou desenhos.

Apresentei nossa caixa de correio aos meninos depois de ler o livro "O carteiro chegou", de Janet e Allan Ahlberg. É um livro divertido com envelopes e cartas de verdade, que a criança abre e lê. As cartas são endereçadas a personagens de contos de fadas, como cachinhos dourados, lobo mau e gigante do pé de feijão. É ótimo para a trabalhar os tipos de cartas e a forma como se endereça: o remetente, o destinatário, endereço, selo, etc. No livro tem carta pessoal, catálogo, cartão postal, carta comercial (de um escritório de advocacia, processando o Lobo Mau kkkkk), convite, e muitas surpresinhas bacanas. Achei bem criativo!!


Aproveitamos para conversar sobre a profissão do carteiro. Aqui o carteiro é nosso amigo, e sempre batemos um papinho rápido quando ele faz as entregas. Tiramos até foto com ele porque chegamos a conclusão que essa é uma das profissões mais importantes que há!



Mas voltando à nossa caixa de correio, vou mostrar para vocês o material que fica ao seu redor, À disposição dos meninos. Sim, porque não adianta ter uma caixa de correio se eles não tem onde nem como escrever suas cartinhas, certo? Quanto mais materiais chamativos você dispor, mais interessados eles ficarão em escrever e rabiscar bilhetes para todo mundo.

Na frente da caixa de correio ficam essas caixinhas com giz-de-cera, lápis-de-cor, e um organizador com papéis de várias cores e tamanhos. Tudo na altura deles.

 Também disponho os seguintes materiais ao lado da caixa de correio:
- Na caixa da esquerda, há vários papéis de folha A4 usados, mas coloco aí para eles reutilizarem o lado branco. São rascunhos e papéis que sobraram das minhas atividades em sala de aula.
- Na caixa da direita há papéis para cortar: catálogos, livrinhos de atividades usados, propagandas com desenhos interessantes, anúncios, revistas comerciais, etc.
- Na caixa do meio coloquei: um copinho porta-lápis com lápis grafite, borrachas, apontadores, canetas, uma pena de pombo (!). Tem também tesouras diversas (as normais e as que cortam em formatos bonitinhos), adesivos diversos, perfuradores de papel (eles amam), réguas diversas, cola em bastão (não aparece aqui, mas tem). Veja na imagem abaixo:


O que deixo fora de alcance no alto da estante? Antes de mais nada, faço isso porque meu filho mais novo, de dois anos, ainda não tem a compreensão de como usar e como guardar esses materiais mais, digamos, elaborados kkkkk mas tão logo ele demonstre essa capcidade (lá pelos 3, 4 anos), também vou deixar disponível. Conteúdo de nossa caixa de artes para momentos especiais: Canetinhas hidrocor de vários tipos, glitter e cola glitter, cola colorida, guache, pincel, apliques em EVA, aplique em biscuit, lantejoulas, confetes metalizados e contas de bijouterias brilhantes. Veja abaixo:


Aproveitando o post, resolvi colocar aqui nosso trabalho mais recente com esses materiais: os cartões de natal 2012!
Começamos cortando em catálagos de lojas, figuras natalinas.

 Depois usamos as tintas e o glitter

 Desenhamos com canetinhas hidrocor

 E com réguas! ahahaha

 Fizemos até estêncil com essa régua do papai que eu nem sei para que serve :-P

 Colamos lantejoulas e contas brilhantes, afinal, é natal!


 Usamos os furadores artesanais para dar o acabamento e na parte de dentro, e cada cartão recebeu a fotinho da pessoa para quem estávamos enviando.

 Colamos adesivos

 E, por fim, escrevemos a mensagem e assinamos nosso nomes

Será que é porque foi produção dos meus filhos? Eu AMEI o resultado final, fiquei muito orgulhosa do trabalho deles, e achei todos os cartões esteticamente lindos.


Embora a confecção dos cartões tenha sido para uma data especial, o ideal é que trabalhos como esse se tornem parte da vida cotidiana das crianças. Mesmo cartões mais simples, ou bilhetinhos,  listas, cartas, desenhos, podem tornar o ato de escrever algo especial. Essa é uma ideia estimulante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário