20 de dezembro de 2012

Trabalhando com a mamãe

Semana passada foi uma das semanas mais difíceis do ano para mim. As atividades finais na escola ocuparam de tal modo meu tempo, juízo e energias, que meus meninos acabaram passando a semana sem nenhum tipo de atividade orientada, só na bagaça.


Lembrei então da minha infância, quando minha mãe ía para sua máquina de costura. Ela adorava costurar, mas como não tinha muito tempo por causa dos cuidados com as três filhas e com a casa, fazia isso no tempo livre, um pouquinho a cada dia. Muitas de nossas roupas da infância foi ela quem fez.

 (Eu desfilando um modelito criado, costurado e bordado por minha mãe)


Uma das coias que eu mais gostava era sentar ao pé da máquina de costura pra brincar com os retalhos de tecidos, pedaços de fita ou elástico, botões, e outras coisinhas que ela deixava cair. Eu criava roupas para as bonecas mas tambem inventava colagens (fazia desenhos e colava os pedacinhos de tecido em cima), imaginava mil coisas. Esta semana, enquanto eu arrumava os álbuns de atividades dos meus alunos, foi a vez de ver meus filhos repetindo o que eu fazia. Só que aqui foram papéis de vários formatos, cores e texturas. Como vi o interesse deles, liberei tesoura, cola, furadores, lápis de cor e outros papéis para eles fazerem Arte. Enquanto eu terminava meu trabalho, eles faziam o deles.


Acho que as mães que trabalham em casa precisam de um espaço e um tempo exclusivos para suas atividades profissionais, se não a coisa não anda. Mas de vez em quando, deixar as crianças participarem um pouquinho de suas atividades pode criar memórias afetivas e aprendizados interessantes que eles levarão para toda a vida :-)
(a criatividade ocupa espaço ahahha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário