26 de fevereiro de 2012

Livrinho de atividades da Crayola

Antes de mais nada, mil perdões pelo tempão sem postar. Além dos início das aulas, que deixou minha vida de cabeça para baixo (afinal, foram três em fase de adaptação escolar: EU e os meninos), teve o carnaval que eu me dei de presente como uma pausa supinamente necessária para recobrar o juízo. Hoje vou deixar só uma dica rápida com o pedido de desculpas, mas volto já já com textos mais substanciosos, fotos de nossas aventuras e respostas para todos os comentários. Grande beijo para vocês!

Você conhece o site da Crayola?

Se não, dê uma passadinha lá. Além de várias páginas para colorir, há também atividades de recortar e colar, idéias para trabalhos de artes e artesanato, jogos, quebra-cabeças, cartões, brinquedos de papel, móbiles, atividades com números, idéias para criar histórias, e mais um monte de coisinhas legais. Há espaço com dicas só para pais e professores (em inglês).

Algo que achei bem legal foi esse livrinho de atividades para crianças pequenas (entre 2 - 3 anos), para as quais é bem difícil achar tarefinhas específicas. Apesar de ser em inglês as atividades são bem intuitivas, você vê e entende de cara. Recebeu o selo RAFINHA de qualidade, kkkkkk

10 de fevereiro de 2012

Sugestões para comprar brinquedos educativos - nossa loja

Achei interessante a idéia do Magazine Luiza de dar a oportunidade dos clientes criarem lojas personalizadas. Pensei nisso porque sempre aparecem pessoas perguntando minha opinião sobre que brinquedo educativo comprar. Então criei minha própria loja: lá tem a minha seleção dos 60 MELHORES BRINQUEDOS EDUCATIVOS dentre aqueles que a loja oferece. Há itens para todas as idades dentro da faixa etária da Educação Infantil e algumas promoções MUITO boas.

Se você está em dúvida sobre um brinquedo divertido mas educativo, com uma função pedagógica interessante, dê uma passadinha lá. Todos os brinquedos tem comentários meus, de educadora, psicopedagoga e principalmente MÃE, sobre o porquê deles ajudarem no desenvolvimento da criança. Abaixo de cada item, basta clicar no balaozinho "Opinião do divulgador".Você pode acessar a loja "MAGAZINE ESTIMULANDO" pelo FACEBOOK ou ORKUT e fazer uma compra segura e inteligente.

O link para a loja vai ficar de forma permanente aqui no blog, e periodicamente vou atualizar com novos itens, promoções e novos comentários.

ps.: só para vocês aqui eu confesso que isso faz parte das estratégias para minha operação "tenho que comprar um piano". Será que consigo, hein?

8 de fevereiro de 2012

Como começar a ensinar multiplicação

O post de hoje vai ser bem rapidinho porque estou aqui louquinha no planejamento das aulas (depois venho contar os detalhes desta nossa primeira semana na escola). Mas não poderia deixar de partilhar a idéia que tive para ensinar a tabuada para Vinícius (4 anos e meio).

- Use legos! O lego de 1 pino representa o número 1. O lego de 2 pinos representa o número 2 e assim por diante. Fiz quadradinhos numa folha, onde colocamos quantas VEZES a quantidade representada pelo número a tabuada pediu, assim:

3x1

7x1

4 x 2

10 x 2

Enquanto ele ía colocando as peças íamos recitando "duas vezes um, dois, duas vezes dois, quatro, duas vezes três, seis..." E não é que ele aprendeu?

2 de fevereiro de 2012

O primeiro livro (3 - 6 anos) - Cabe na mala - com livro de atividades

Já escrevi aqui no blog sobre a série Mico Maneco, que são livrinhos que auxiliam o processo de alfabetização. Pois bem, eu comprei o primeiro nível da série, com seus quatro livrinhos, e o primeiro deles é o "Cabe na mala". Eu decidi que este seria o primeiro livro "de verdade" que meu filho Vinícius iria ler sozinho. Na verdade ele já estava demonstrando ser capaz de ler, mas decidi eleger um livro para ser o marco da entrada dele no mundo da literatura. Assim, comecei a elaborar essa série de atividades relacionadas ao livro para prepará-lo para o grande momento.

Algumas pessoas podem estranhar o fato de eu ter colocado "3 - 6 anos" no título do post, uma vez que na escola essa etapa de leitura só costuma começar aos 6 anos. Mas acredito piamente que crianças que passaram pelo método Doman e/ou fônico de letramento são plenamente capazes de ler este livro a partir dos 3 anos. Vinícius o leu com 4 anos e 4 meses (foi estimulado 1 anos com Doman e 6 meses com o fônico). Um mês antes disso ele já era capaz de ler - entendido como a capacidade de, sozinho, decodificar palavras novas e entender o contexto em que estão escritas.

A sequência de atividades que fiz foi:

1 - Utilizar o método Doman para mostrar as palavras do livro. Fiz uma sequência de palavras e frases. Aproveitei para explicar a ele o significado de palavras com que ele não tinha familiaridade, como "cutia", "lona", "mata", etc.

2 - Criei um livro de atividades trabalhando a leitura e escrita das palavras do livro. Imprimi as atividades abaixo, furei e coloquei numa pasta com sacos plásticos. Assim as atividades podem ser feitas várias vezes, basta usar pincel de quadro branco sobre o plástico e apagar com um paninho ou papel toalha. Também pode-se usar canetinhas coloridas de hidrocor, mas neste caso apaga-se com lenços umidecidos. A sequência das atividades é:

a) Colorir e cobrir palavras
b) fazer palavras com massinha de modelar
c) quebra-cabeças de palavras
d) ligar a figura à palavra
e) ligar pontos de palavras iguais
f) procurar palavras escritas com fontes diferentes
g) caça-palavras
h) achar palavras no meio das frases
i) caligrafia min[usculas
j) cruzada
k) escrever os nomes das figuras
l) ligar figuras e palavras
m) labirinto
n) jogo de tabuleiro 1
o) jogo de tabuleiro 2

(exemplo - ligar figuras e palavras)

3 - Como meu filho gosta muito de matemática, aproveitei e criei uma atividade simples sobre o livro. Usar potinhos de tamanhos diversos que se encaixem, e cujo maior caiba na caçamba de um caminhaozinho de brinquedo. Como eles cabem no caminhão? Espalhados cabem? E se colocarmos um dentro do outro? Desenhar círculos numa folha usando os potes como molde e pedir para a criança ordenar do menor para o maior (apresentar símbolo de menor < e maior >)
e depois numerar.

4 - Dei o livro de presente com muita festa e filmei ele lendo. Foi emocionante!


BAIXAR POWER POINT E LIVRO DE ATIVIDADES "CABE NA MALA"
Arquivo .rar - 3.1 MB
senha - estimulandomeusfilhos

(Eu fiz uma "mala" para guardar o livro e o livro de atividades. Na verdade eu já tinha pronta. Como guardo tudo que é embalagem de papelão para reciclar, tinha essa aí, que é n a verdade a embalagem de um livro que veio pelo correio, da livraria MArtins Fontes. Achei tão bonitinha que não quis jogar fora e aí está nossa malinha)

(A mala aberta. Colei apenas um pedacinho de velcro na embalagem para ela fechar)

(A alça da mala por dentro, com uma de minhas adoradas braçadeiras de náilon. Essa é bem grossa)

(a pasta para guardar os saquinhos plásticos com as atividades)

Para quem gostou da idéia, AQUI há também um livro de atividades para o livro "A galinha choca", de Mary e Eliardo França - coleção gato e rato, que estou trabalhando atualmente com Vinícius. Mas esse traz palavras bem mais complexas.

1 de fevereiro de 2012

O Primeiro Livro (0 a 3 anos) - Pares de palavras - Doman

Quando apresentar o primeiro livro ao bebê?

Desde antes dele nascer, é a resposta. Escolher um livro para ler para o bebê quando ele ainda está na barriga é algo recomendado por muitos médicos e terapeutas. Dê preferência a livros de poemas que tenham histórias que explorem a sonoridade das palavras, pois é ela que encanta o bebê enquanto você fala. Faz com que se conecte ao seu ritmo, e esse é o primeiro passo na linguagem entre mãe e filho. Mais tarde, ao ler o livro para ele, este vai reconhecer a sonoridade das palavras e ficar quietinho prestando atenção.

Depois de nascido, você pode dar ao bebê livrinhos de tecido ou borracha atóxica (livros de banho) para que ele se familiarize com o objeto, treine passar as páginas, associe a leitura a momentos de prazer e alegria passados junto aos pais. Há muitos livros lindos e educativos feitos especialmente para bebes de 0 a 3 anos. Além de educar eles são brinquedos fascinantes e fáceis de carregar para qualquer lugar.

Para quem utiliza o método Doman, vai mais uma dica. Glenn Doman aconselha que logo que você tenha apresentado as primeiras 50 palavras do vocabulário básico, você pode começar a mostrar pares de palavras utilizando essas palavras já vistas. Uma ótima forma de fazer isso é elaborar um livrinho. Pois além de relacionar as palavras, você também dará um sentido comum aos pares de palavras.

Como fazer

Basta transformar os cartões que você mostra em um livro. Há várias formas de fazê-lo, futuramente vou escrever um post sobre isso. Mas hoje vou descrever a forma que eu fiz aqui:

Link- Imprimi os cartões (slides de power point) em folhas de A4. Para quem utiliza o método Doman, a recomendação é NÃO fazer frente e verso, deve aparecer apenas uma palavra por vez, seguida da figura correspondente em outra folha.

- Coloquei cada folha numa PASTA C transparente. Você talvez pense que não saiba o que é isso, mas já deve ter visto. É uma pasta em tamanho A4 ou ofício feita de plástico firme e transparente, em formato de bolso: ela é fechada de três lados, só tem uma abertura em um dos lados mais compridos. Existe também a pasta L, mas essa tem duas aberturas, por isso é melhor a pasta C. Você a encontra em lojas de papelaria e material de escritório, e não acho que sjea boa idéia comprar pela internet porque dependendo da marca a pasta pode ser mais rígida ou mais flexível, e aqui é melhor usar uma mais flexível, o que só dá pra perceber "ao vivo". Custam cerca de R$ 0,50 e para mim foi a forma mais prática e barata de proteger os cartões para mostrá-los às crianças. Você pode fechar a parte da abertura com durex grosso ou deixá-la aberta para depois substituir por outras palavras, bastando trocar a folha de A4. Isso é o mais legal do livrinho: quando o bebê perder o interesse, você faz outro utilizando a mesma base, como num álbum.- Para prender as pastas, basta furá-las (tentei com furador de papel normal e não deu certo) e prendê-las com braçadeiras de náilon, que você encontra em papelarias ou lojas de material de construção.
- O livrinho abaixo eu fiz usando o vocabulário das "palavras gostosas" e "partes do corpo", mas com criatividade você pode inventar várias histórias simples e interessantes para o bebê.