31 de agosto de 2013

Comemorando o aniversário de Maria Montessori

Hoje é um dia muito especial!

Há exatamente 143 anos atrás nasceu uma mulher que mudaria não apenas os rumos da Educação mundial, mas também a forma de educar em muitos lares. Maria Montessori foi certamente uma das pessoas mais extraordinárias que já viveu entre nós. Para acessar sua biografia, CLIQUE AQUI.

Cursei várias disciplinas de Educação em minha faculdade, mas só vim a conhecer o método Montessori através de uma pessoa incrível chamada Nádia Motta Monteiro. Certo dia, procurando por atividades educativas para meu filhos, encontrei o blog dela (ESTE AQUI), e quanto mais eu lia, mais eu tinha vontade de ler pois aquilo era diferente de tudo que eu já havia visto em termos de Educação Infantil. Uma educação cheia de humanidade, de paz, de beleza, de precisão e ao mesmo tempo de uma grandeza imensurável. A Nádia me mostrou que era possível levar tudo aquilo para dentro do meu lar, para a vida dos meus filhos. A primeira coisa que fiz foi começar a copiar aquelas ideias lindas e pesquisar mais a fundo sobre elas. Até então eu me concentrava nas atividades sensoriais, pois eram as que tinham a ver com a fase em que meu filho estava.

Quando comecei a estudar melhor, descobri que Montessori era um universo. E quanto mais eu estudava, mais apareciam coisas para estudar. E mais eu queria descobrir. Desde então já se passaram três anos e eu continuo estudando e achando que não desbravei nem um quinto desse universo. Mas também continuo querendo mais e mais. Nesses três anos conheci outras pessoas que partilhavam do mesmo ideal que eu, de viver esse tipo de educação simples e refinada que Maria Montessori teceu em seu coração. Participei do grupo Montessri para Mamães, às vezes mais ativamente, às vezes apenas como observadora, e lá fiz amizades gostosas, que tenho certeza que vão durar por toda a vida, e também pude ter contato com pessoas que considero estrelas de primeira grandeza desse universo, como a Edimara Lima, a Márcia Righetti. Lá também me apaixonei por uma professora muito especial chamada Valquíria Bottaro, com quem partilhei, muitas vezes, não apenas material, experiência, pensamentos, conhecimento, risadas, formas de ver o mundo, mas acima de tudo um profundo afeto por ela e pela vida em Montessori que ela significa.

Numa época em que eu estava bem "de mal" com a vida acadêmica, conheci também o Gabriel Salomão (do Lar Montessori). Tudo que eu senti e pensei sobre esse encontro eu quero dizer pra ele, um dia, pessoalmente. Mas posso adiantar que ele mudou radicalmente meu entusiasmo com a vida acadêmica, e cada vez que eu leio um artigo que ele escreve, me dá uma coceira danada de voltar a escrever também, porque a paixão dele por Montessori é contagiante, dá na gente uma vontade de sair falando sobre isso pra todo mundo. E porque ele consegue imprimir algo de lindo na objetividade de seus textos, ornamentando com sua convicção aquilo que já é belo demais. E tenho aprendido tanto através dele que eu não conseguiria agradecer de uma forma justa. Gabriel, vou parar por aqui porque o resto eu vou escrever nos agradecimentos da minha futura dissertação de mestrado ahahaha

Eu não gosto de citar nomes em homenagens como esta porque a gente sempre acaba sendo injusto. Muitas pessoas tem me ensinado sobre como viver Montessori. Mesmo que eu não tenha escrito seus nomes aqui, o que daria uma lista bem, bem grande, fica aqui meu carinho, respeito, admiração e afeto por cada uma dessas pessoas. Muitas delas mães como eu, que têm a humildade de partir do zero e pesquisar, pesquisar, e trazer o que de melhor conseguem apreender para seus filhos. Nem todas pensam igual a mim, mas partilham o mesmo amor pela Educação, e isso nos une muito fortemente.

Para aqueles que começam agora a sua viagem por esse universo, preciso dizer que mais que  método, Montessori é uma filosofia de vida. Mais do que se preocupar em fazer tudo "certinho", é preciso compreender. E não há outra forma de compreender Montessori, que não seja observando a criança. Observando atentamente e redescobrindo o mundo pelos olhos dela. Portanto, pais e mães, preocupem-se em preparar aquilo que há de melhor dentro de vocês e no ambiente em que vocês vivem, para oferecer como a mais preciosa dádiva para seus filhos. Isso é, fundamentalmente, Montessori. O restante a gente vai aprendendo aos poucos... e isso é bom porque há sempre algo novo com o que se maravilhar.


Vídeo comemorativo feito pelo grupo Montessori para Mamães no Facebook

Segue abaixo minha pequena homenagem a este dia tão significativo. Vou implementar algumas mudanças aqui no meu blog, colocando outros blogs sobre o método Montessori em destaque, e também criando novos marcadores com as áreas de aprendizagem específicas: sensorial, matemática, linguagem, educação cósmica, educação sensorial, etc. Também estou com um projeto para breve, de criar um canal no youtube com vídeos de nossas "vivências montessorianas" aqui em casa, e dicas sobre materiais e atividades. Já tenho vários posts sobre o tema "na agulha", e nas próximas semanas vou publicar vários seguidos apenas sobre Montessori. Enfim, esse é apenas o começo das comemorações por aqui. Espero que eu consiga levar a muitas pessoas o mesmo sentimento de devoção pela vida e pelas crianças, que essa mulher provoca em mim.

"Parabéns pra você!!!" -  Nosso Bolo Montessoriano

Pensei nesse bolo, a princípio, só como uma simples homenagem. Mas resolvi fazer dele uma forma de mostrar que Montessori pode ser inserida no dia-a-dia, em atividades simples na nossa casa. Para tanto dividi nossa "receita" nas seis grandes áreas de conhecimento do método Montessori

MATEMÁTICA
Oh, céus, eu até gostaria de fazer um bolo bem caprichado, mas como esta homenagem foi improvisada, fizemos com massa empacotada mesmo kkkk Pedi que Vinícius usasse o pacote como controle de erro e escrevesse a quantidade dos ingredientes que usaríamos.


 Depois foi a vez de Rafael usar cartões numéricos para identificar a quantidade dos ingredientes. Olha a carinha de felicidade por ter conseguido.


SENSORIAL E VIDA PRÁTICA
As atividades cotidianas da criança, aquelas mais comuns no ambiente em que vive, são uma forma maravilhosa de desenvolver seus sentidos. Basta que os pais se acostumem a ajudá-la a aprender ao invés de fazer por elas. Nas fotos abaixo, clique nos links para saber mais.





Tato, olfato e paladar trabalhando na bacia do bolo.

 Comentário do papai (autor da foto): "isso é um bolo ou um tratado de geometria?"

 
 Poderia ser uma escada marrom, né? kkkkkk

 Depois do bolo pronto, mais uma percepção sensorial: "Está quente!"

 Usamos massa americana colorida pronta para fazer a cobertura.

 Não é muito diferente de massa de modelar. Inclusive eu roubei algumas pecinhas de brinquedo (devidamente higienizadas, claro) para trabalhar a massa americana.

 Confesso a vocês que não foi fácil. Eu nunca li nada a respeito de confeitar bolos nem usar massa americana, nem sou prendada nesse tipo de coisa. Mas com amor a coisa vai tomando forma...

 CONHECIMENTO DE MUNDO
 Enquanto o bolo assava aproveitei para ver com eles o livro "Maria Montessori - uma história no tempo e no espaço", de Talita de Almeida (editora da ABEM). Resumi a história de quem foi Maria Montessori e mostrei algumas fotos do livro, eles ficaram realmente impressionados com a sala de aula dela na Índia :-)



 Depois Rafael fez questão de "reler" o livro, e contou para mim e para o pai, com suas palavras a história dessa professora que mudou a vida das crianças  (ele nem imagina o quanto)

Dessa conversa surgiram muitas perguntas por parte deles. A mais intrigante foi: "Mãe, como vamos dar o bolo pra ela se ela já morreu?". Aí tive que explicar o significado da palavra "homenagem", e dizer que no céu a gente vai poder dar um bolo pessoalmente para ela. Mas talvez demore um pouquinho, então é melhor a gente ir comendo esse ahahaha

 LINGUAGEM
 Fizemos as letras do nome de Montessori com a pasta americana. Rafael, em especial, que está no período sensível para a leitura e escrita, demorou-se nessa atividade e no reconhecimento das letras e dos sons.



Hummm... essas letras são tão sensoriais que dá até pra comer ahahaha


ARTES
Uma das características do material Montessori é que cada um tem um objetivo específico. Mas eu resolvi dar um objetivo diferente ao nosso material dourado e propor que eles fizessem uma "arte" com ele, para complementar a decoração do bolo. Adorei o resultado!



Ficou mesmo uma obra de arte! Quer saber mais sobre esse material Montessori que reproduzimos? (bem, tentamos) CLIQUE AQUI.


Ps.: Eu lamento que muitos dos links acima sejam em inglês, mas prometo trabalhar nos próximos meses para produzir muita coisa em português sobre o uso dos materiais Montessori no ambiente domiciliar.

11 comentários:

  1. Adoro o método, mesmo sem conhecê-lo a fundo. Acompanho o seu blog e adoro suas ideias. Sempre tento aplicá-las aqui em casa com minha princesa de 03 anos. Na escola ainda não aprendeu nem o AEIOU e já tem sede de leitura. Então estou ensinando aos poucos as letras (reconhecimento) em casa, mas temo atrapalhar ao invés de ajudar.
    O que acha?

    Obrigada,

    Patrícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia! Não atrapalha não, muito pelo contrário. As (os) professoras (es) serão muito gratos por tudo o que você ensinar a sua pequena em casa. Simplesmente siga as "pistas" que ela der e vá dando o que acha que vai saciar a sede de saber dela ;-) Beijos!

      Excluir
  2. Esse blog é tudo de bommmm!!!!!!!!! ADOROOOO!!!!!Esta entre os meus preferidos. Abraços Luciana!

    ResponderExcluir
  3. Lindo, lindo! Tudo! Vídeo, post, seus meninos, o bolo e essa experiência única!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Gostei muito do seu blog. Podemos ser seguidoras, que me diz?
    http://lernoslabios.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  5. Olá! Adorei seu blog, é excelente! Estou precisando de dicas de Matemática para o meu filho de 7 anos, você teria conteúdo para essa idade também?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, anônimo! Obrigada pelo comentário. Minha área de atuação é a Educação Infantil, é onde tenho concentrado minhas pesquisas também. Mas estou trabalhando num projeto que também vai contemplar crianças de até 10 anos. Creio que até janeiro eu deva divulgar esse trabalho, e espero que possa ajudar. Para matemática, serão abordadas as quarto operações em diferentes níveis de dificuldade e um pouco de geometria e álgebra tb. Beijos!

      Excluir
  6. Olá Luciana! Gosto muito do seu blog e tenho aprendido muitas coisas. Eu e meu esposo fomos presenteados por Deus com uma princesinha linda que chamamos de Deborah. Com dificuldade conseguimos comprar, via net, o livro "Como ensinar seu bebê a ler" de Glenn Doman. Jà tenho muitos cartões prontos mas simplesmente não consigo entender como se faz a transição das 15 primeiras palavras do meio ambiente da criança para as 25 das partes do corpo. Poderia me ajudar com essa transição? Martha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Martha, obrigada pelo comentário. Não há exatamente uma transição do primeiro para o segundo grupo. Depois de mostrar cada palavra quinze vezes no espaço de uma semana (se estiver seguindo o livro isso terá sido feito em uma semana), você as "aposenta" e começa a mostrar o segundo grupo, agindo da mesma forma que fez com o primeiro grupo: apresenta três vezes ao dia, cinco vezes por semana. A diferença é que ao invés de 15, agora serão 25 palavras por sessão. Observe se sua filha mantém o interesse. Se ela se dispersar antes de você conseguir mostrar tudo, prefira mostrar apenas 15 palavras e acrescentar as outras na semana seguinte. Abraços, boa sorte!

      Excluir
    2. Obrigada pela ajuda. Comecei hoje o novo grupo. Sei que é muito ocupada mas espero que continue tendo um tempinho para o seu blog. Tenho certeza de que tem ajudado outras mães também. Um grande abraço!

      Excluir