14 de maio de 2014

Dicas para começar a ensinar adição e tutorial de tabuada.

Quando e como começar a ensinar adição a seu filho? Seguem algumas dicas que tenho aplicado aqui com meu caçulinha. Os passos consistem em levar a criança a adicionar partindo do concreto para o abstrato.

1 - Seu filho estará pronto para começar a adicionar quando conseguir associar quantidades a numerais e contá-los. A partir daí você poderá usar materiais manipulativos para fazê-lo entender as somas. Nas fotos abaixo eu usei material dourado para ilustrar, mas você pode usar carrinhos, pedrinhas, legos, qualquer conjunto de coisas pequenininhas semelhantes entre si. Assim que souber fazer a correspondência entre esses objetos e os numerais, você pode pode mostrar que ADICIONAR É COLOCAR JUNTO.
Peça que, depois de preencher as parcelas, junte todos os objetos no cantinho da soma e então conte.Foi essa ideia que trabalhamos em nossa Máquina da Adição.

  
Os círculos são tampas de potes de leite e afins. Eles ajudam a delimitar fisicamente as parcelas e o total.


Veja abaixo dois vídeos mostrando a forma montessoriana de fazer essa introdução (inclusive dos sinais)



A segunda parte do vídeo está AQUI (não foi possível incorporar ao post, mas não deixe de assistir)

Um livro com atividades indicadas para essa fase é este abaixo, do Kumon, que trabalha a ordem numérica e o reconhecimento dos numerais de uma forma mais lúdica (liga pontos e colorir): a criança deve falar em voz alta os números enquanto faz a sequência. Clique na imagem abaixo para ter acesso ao livro completo.

https://picasaweb.google.com/105584006831946690642/MyBookOfNumberGames170345Years

2 - O próximo passo vai exigir que seu filho tenha aprendido bem a ordem numérica. Isso pode ser feito com o crivo ou tábua da centena (veja o post sobre ele AQUI), com exercícios para completar o número (ou os números) que está faltando numa certa sequência ( 2 - 3- 4 - ? - 6 - 7 - qual o número que está faltando?), e com exercícios para escrever quem é o antecessor e o sucessor de certo número. Trabalhe com um  conjunto definido: 0 - 10, depois 0 - 20, depois  0 - 30, e assim por diante. Para ensinar subtração, que também pode ser iniciada nessa etapa, ensine seu filho a contar de trás para frente. Eles gostam muito de fazer isso se você convidá-los a lançar algum foguete. Arrume um, faça de caixa de papelão ou improvise lançando-o na cama ou sofá como se ele fosse o próprio foguete (janela não vale, kkkk sempre bom alertar)  ;-)
Perceba que nesse estágio ele já abstraiu a soma contando apenas as parcelas.

 No livro abaixo, o kumon revisa a ordem numérica, propõe vários exercícios de completar essa ordem e pratica a adição +1 e +2. Clique na imagem para ver o livro completo.

https://picasaweb.google.com/105584006831946690642/MyBookOfSimpleAddition456Years#

3 - Em seguida você vai fazer seu filho dar um passo a mais na abstração: ele não precisará contar a primeira parcela, mas vai partir do numeral indicado nela. Para ajudá-lo você pode providenciar uma barra com os numerais em sequência, abrangendo todas as respostas propostas. Pode seguir a tabuada de adição, seguindo  a sequência: 1 + 1 , 2 + 1,  3 +1,  4 + 1, 5 + 1, etc. Pergunte: "De onde vamos partir?" (resposta: da primeira parcela). "Agora vamos contar mais um". Aqui em casa eu usei o termo "dar pulinhos", sendo que a quantidade de pulinhos é definido pela segunda parcela. Por exemplo: 5 + 1 é um pulinho na régua da sequência numérica, 5 + 2 são dois pulinhos. Depois que a criança tiver respondido, deixe que ela mesma se corrija vendo as respostas na tabuada, que é o controle de erro.


O livro a seguir é para exercitar essa técnica com toda a tabuada de adição até o número 30. Um dos princípios do método kumon é que a repetição favorece o aprendizado, por isso há muitas atividades bem parecidas. Aqui em casa eu optei por não fazer tudo, só até perceber que ele percebeu "como funciona", e variar o exercício usando outras atividades. Clique na imagem abaixo para ver o livro completo:

https://picasaweb.google.com/105584006831946690642/MyBookOfAddition567Years#



4 - Quando a criança tiver trabalhado toda a tabuada de adição com o método anterior ela certamente estará pronta para o próximo passo, que é fazer a soma MENTALMENTE. Estimule isso. Quando for fazer adições maiores, com dezenas e centenas, a capacidade de fazer pequenas adições mentalmente e ter memorizado respostas vai tornar a resolução dos exercícios mais rápido e prazeroso pra ela. Você pode usar joguinhos como ESSE para animá-la a somar com parcelas cada vez maiores (neste caso, o carrinho avança mais se o total da soma for grande).


Seguem algumas outras formas de trabalhar a adição nessa fase, a partir de materiais montessorianos que fazem a transição do concreto para o abstrato e também promovem a memorização:

 - Adição com barras vermelhas e azuis;
- Adição com bolinhas;
- Adição com barrinhas;
- Primeira tabela de adição;
- Segunda tabela de adição;
- Terceira tabela de adição;
- Tabuada de adição em branco;
- Jogo da serpente.

 Abaixo, fotos de alguns contadores que usamos, não só para adição, mas para vários tipos de atividades. Carrinhos, blocos, objetos da natureza também são usados de vez em quando.

Acima, "pedras preciosas" de plástico. São vendidas em lojas de artigos para arranjos florais. Moedinhas falsas e botões também são muito úteis.

 
Outras pecinhas com formatos fofos podem ser encontradas em lojas que vendem artigos para bijouteria. Estou terminando um quadro para usar com essas maçãs, em breve posto aqui ;-)
 
 Esse é o material dourado "verdadeiro" (golden beads), também conhecido como pérolas ou bolinhas Montessori. Esse eu mesma fiz :-) Cada cor representa uma quantidade (as bolinhas estão unidas em pequenas barras). Esse vai precisar de vários posts só sobre ele. As possibilidades de usá-lo são muitas também.


TUTORIAL DE TABUADA DE MULTIPLICAÇÃO


Aproveitando o post sobre matemática, segue um tutorial feito por Vinícius com dicas para memorizar as tabuadas. Quem acompanha o blog sabe que já postei sobre isso, mas convido-o a revisitar o POST SOBRE MULTIPLICAÇÃO, pois já o atualizei com várias outras informações, coisas legais que vou encontrando pela net, então edito o post. Aliás, esse é um hábito que tenho com todos os outros posts, sempre que encontro algo novo edito e atualizo. Lá há várias outras dicas, essas do vídeo abaixo foram as que Vinícius mais achou interessantes para memorizar, acredito que cada criança deve ver várias e ter a chance de escolher qual a que melhor se encaixa ao seu modo de aprender (alguns são mais visuais, outros mais lógicos, outros verbais, etc).  A ideia de pedir para Vinícius fazer o tutorial foi arrumar uma forma divertida de fazer a revisão. Brincamos que estávamos num programa de TV, e ele gostou muito da ideia. Bem, eu não tinha que publicar aqui, mas ficou tão bonitinho que não resisti  :-)¨




12 comentários:

  1. Luciana, descobri seu blog por indicação de uma amiga. Muito linda a sua dedicação. Espero que realize seu sonho e desenvolva essas atividades pedagógicas junto a outras crianças. Acredito na ideia de gostar do conhecimento sem vê-lo como uma obrigação, sobretudo, quando transmitido com amor como vc o faz tão bem. Parabéns! Comprei vários livros que vc indicou (aprender brincando, coordenação motora, 125 brincadeiras de 0 a 3 anos...). Atualmente, estou lendo os de Glenn Doman (Como multiplicar a inteligência do seu bebê e Como ensinar o seu bebê a ler). Em relação à matemática, ele defende que não seria necessário contar, bastaria mostrar os cartazes, inclusive quanto às equações. Vc realizou as cinco etapas sugeridas por ele? Vc fez alguma adaptação? Valeu a pena?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marta, muito obrigada por seu comentário tão carinhoso. Sobre sua pergunta, meus filhos não fizeram o programa de matemática de Doman. Ambos não se adaptaram. Acredito que isso tem muito a ver com a forma da criança aprender. Algumas crianças usam mais a visão como recurso para aprender, outras não. No caso dos meus, não são tão visuais. Consegui fazer apenas a primeira etapa, mas ao perceber que eles não estavam mais vendo prazer nisso parti para outras estratégias (que vc pode ver se clicar no marcador "Programa de matemática" aqui ao lado). Vale salientar que o programa de Doman é dirigido para bebês até três anos. Depois dessa idade é fundamental adquirir a habilidade de contar a associar quantidades a numerais. Mesmo antes dessa idade algumas crianças já manifestam interesse em contar ordenando objetos, o que deve ser incentivado também. Grande abraço.

      Excluir
  2. Bom dia ! Descobri seu blog procurando maneiras de estimular meu bebê. Entro aqui com freqüência para verificar se tem novos conteúdos ou rever os antigos.Acho o máximo teu empenho ao educar seus meninos , mas admiro ainda mais vc se preocupar em dividir essa experiência ajudando tanta gente que assim como eu busca esse caminho , muito obrigada! Gostaria muito se vc pudesse indicar outros sites que seguem o estilo do seu.Vc sempre cita o homeschooling mas eu quase nao encontro sites sobre isso.Um abracao pra vcs.

    ResponderExcluir
  3. Oi Luciana! Parabéns pelo blog estou gostando muito! Eu e meu esposo também estamos criando nosso próprio material montessoriano para usar com as crianças e seu empenho em fazer os seus me ajudou muito. Obrigado! Peço a gentileza de postar como voce fez as pérolas em breve.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Muito boa sua postagem! gostei das dicas. Veja no meu blog outra ideia para adição: http://vidadeprofa.blogspot.com.br/2010/06/maquina-de-fazer-contas.html

    ResponderExcluir
  5. Liiiiiiindo demais! Garotinho esperto!!!
    Amei o vídeo e amei a idéia de gravar a aprendizagem do filhote!
    Nota 10 pra mamãe cheia de iniciativa!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá bom dia eu amei esse post, não domino muito bem os significados das cores desse material dourado de miçangas, você poderia me explicar?

    ResponderExcluir
  7. Olá, Alves! Desculpa a demora, estava de férias :-) Pois é, fiquei devendo o post sobre o material dourado de miçangas, mas posso te adiantar que cada cor representa um número (a quantidade de miçangas que tem na barra). Esse código de cores é usado em todo o material de matemática do método Montessori. O vermelho sempre vai representar o 1, o verde o 2, o rosa o 3, o amarelo o 4, o azul o 5, e assim por diante.

    ResponderExcluir
  8. Luciana boa noite por acaso estou em seu blog me chamo Marisa sou aluna no curso pedagogia Univali tenho uma pagina se chama Estimulação Essencial Chegue Mais Perto criei a mesma para orientar a familia de criancas especiais a importancia da estimulaçao e sou mae do Artur ele tem sindorme de dow peso que visite minha pagina e me autorize a compartilhar alguma de suas informaçoes na mesma adorei seu blog Parabens .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marisa! Vi sua página no Facebook mas não pude responder lá pois estou sem conta atualmente. Pode usar o material do blog sim, boa sorte no seu lindo trabalho. Beijos.

      Excluir
  9. ola por favor mim ajude meu filho de 11anos nao aprendeu as quatro operaçaes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, anônimo. Sempre é tempo de aprender. Além das dicas aqui no blog tem muita dica em blogs de professoras, tem uma lista aqui ao lado. Se você procurar por atividades de adição, subtração, multiplicação e divisão no google imagens, por exemplo, vai encontrar muitas tarefinhas legais que podem ajudar. Mas além de tarefas, procure por brincadeiras que ensinem esses conceitos. Pode funcionar até melhor, você só precisa descobrir a maneira como seu filho aprende melhor.

      Excluir